Última hora

Em leitura:

Justiça norte-americana não perdoa Polanski


EUA

Justiça norte-americana não perdoa Polanski

O “filme” mais longo de Roman Polanski está ainda longe do fim.

Um tribunal norte-americano rejeitou abandonar as acusações por violação de uma menor que impedem o cineasta de regressar ao país há mais de quatro décadas.

Numa sentença de 13 páginas, os juízes do tribunal de Los Angeles rejeitam reexaminar o caso enquanto Polanski não se apresentar fisicamente no tribunal.

O realizador continua assim a ser ameaçado de prisão, caso regresse ao EUA, mesmo depois de ter cumprido 42 dias de detenção nos anos setenta à luz de um acordo que permitiu a sua libertação condicional.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Colômbia

Colômbia prossegue buscas por mais de 200 desaparecidos em Mocoa