This content is not available in your region

Soda e tensão racial: Receita da Pepsi não resiste à polémica

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Soda e tensão racial: Receita da Pepsi não resiste à polémica

<p>A PepsiCo cede à polémica em torno do seu mais recente anúncio publicitário, ao anunciar que vai cancelar a difusão do vídeo de dois minutos, protagonizado pela modelo norte-americana Kendall Jenner.</p> <p>A publicidade, que encena uma manifestação para vender o conhecido refrigerante, suscitou a revolta de ativistas e internautas que acusam a companhia de caricaturar a tensão racial e o movimento de defesa dos direitos cívicos nos Estados Unidos.</p> <p>Em causa, as semelhanças entre a ação do anúncio e uma imagem de uma manifestante, fotografada após a morte do jovem negro Alton Sterling, às mãos da polícia, em julho do ano passado.</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="en" dir="ltr">Read the story behind Reuters' photo of the year: Ieshia Evans takes a stand in Baton Rouge by Jonathan Bachman <a href="https://t.co/TPB4bnJVGX">https://t.co/TPB4bnJVGX</a> <a href="https://t.co/Wti2vDxkQE">pic.twitter.com/Wti2vDxkQE</a></p>— Reuters Pictures (@reuterspictures) <a href="https://twitter.com/reuterspictures/status/837319088380776453">March 2, 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>A difusão do anúncio foi acompanhada de críticas de personalidades como Bernice King, filha de Martin Luther King que, na rede social Twitter, ironiza, “se o meu pai soubesse do poder da Pepsi”.</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="en" dir="ltr">If only Daddy would have known about the power of <a href="https://twitter.com/hashtag/Pepsi?src=hash">#Pepsi</a>. <a href="https://t.co/FA6JPrY72V">pic.twitter.com/FA6JPrY72V</a></p>— Be A King (@BerniceKing) <a href="https://twitter.com/BerniceKing/status/849656699464056832">April 5, 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>Num comunicado, a companhia apresentou as desculpas afirmando que a sua intenção era de “projetar uma mensagem global de unidade, paz e entendimento”.</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="und" dir="ltr"><a href="https://t.co/I21nQl68cY">pic.twitter.com/I21nQl68cY</a></p>— Pepsi™ (@pepsi) <a href="https://twitter.com/pepsi/status/849679114416115714">April 5, 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p>