Última hora

Rei da Jordânia elogia compromisso de Trump com a paz no Médio Oriente

A Síria, mas também a retoma do processo de paz israelo-palestiniano, dominaram o encontro entre Donald Trump e o rei da Jordânia em Washington.

Em leitura:

Rei da Jordânia elogia compromisso de Trump com a paz no Médio Oriente

Tamanho do texto Aa Aa

A Síria, mas também a retoma do processo de paz israelo-palestiniano, dominaram o encontro entre Donald Trump e o rei da Jordânia em Washington.

Depois de reunir-se na segunda-feira com o presidente egípcio Abdel Fattah al-Sissi, outro mediador-chave, o chefe de estado norte-americano reafirmou o seu compromisso com uma solução para o conflito no Médio Oriente.

Um compromisso “corajoso” e decisivo, garantiu Abdullah II, face a um homólogo que, sem avançar novas propostas, preferiu voltar a criticar o legado da anterior administração.

“Só quero dizer que o mundo é um caos. Eu herdei um caos, quer seja o Médio Oriente, a Coreia do Norte, e tantas outras coisas, quer seja no nosso país – acordos comerciais terríveis. Herdei um caos mas nós vamos resolver estas situações”.

Trump deverá reunir-se este mês com o presidente da autoridade palestiniana, Mahmoud Abbas, para tentar reatar o diálogo.

O milionário, que não esconde a sua proximidade com Israel, parece agora fazer marcha-atrás nas suas posições mais inflexíveis, nomeadamente a recusa de uma solução a dois estados, defendida pela Liga Árabe.