Última hora

Em leitura:

Ataque Estocolmo: Suécia homenageia vítimas, polícia prossegue investigação


Suécia

Ataque Estocolmo: Suécia homenageia vítimas, polícia prossegue investigação

A princesa Vitória da Suécia foi uma das muitas pessoas que prestou homenagem às vítimas do ataque de sexta-feira, em Estocolmo, no lugar onde a tragédia ocorreu.

De acordo com o ministério Público há quatro mortos e 15 feridos.

A polícia prossegue as investigações e acredita que o suspeito, um homem de 39 anos, nascido no Uzbequistão, detido esta manhã, é o autor do ataque.

O alegado atacante conduziu um camião contra as pessoas que se deslocavam numa artéria do centro de Estocolmo, às 15h, hora local, uma hora a mais do que em Lisboa.

Atualmente não constava dos ficheiros da polícia mas já tinha constado:

“Ele era conhecido, havia informações sobre ele na polícia de segurança, mas como o chefe do serviço de segurança disse era tido apenas como de caráter marginal”, adiantou Dan Eliasson que diz ainda que os investigadores não sabem se há outros envolvidos no ataque, mas não excluem esta possibilidade.

Durante a manhã de sábado a polícia anunciou ainda ter encontrado um engenho no camião, estando a analisar se se trata de ou não de uma bomba.

Já o chefe dos serviços de segurança da Suécia, Anders Thornberg, diz que o país está a trabalhar com agências de informação de outros países.

Trata-se do terceiro atentado, em 15 dias, numa cidade europeia.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

EUA

Sírios a viver nos EUA reagem de forma diferente a ataque norte-americano na Síria