This content is not available in your region

Ataque Estocolmo: Suécia homenageia vítimas, polícia prossegue investigação

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira
Ataque Estocolmo: Suécia homenageia vítimas, polícia prossegue investigação

<p>A princesa Vitória da Suécia foi uma das muitas pessoas que prestou homenagem às vítimas do ataque de sexta-feira, em Estocolmo, no lugar onde a tragédia ocorreu. </p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr">“I feel great sorrow, I feel emptiness” -Crown Princess Victoria <a href="https://twitter.com/hashtag/prayforStokholm?src=hash">#prayforStokholm</a> <a href="https://t.co/Thk9AFrSP9">pic.twitter.com/Thk9AFrSP9</a></p>— Scandinavian Royals. (@crownprincely) <a href="https://twitter.com/crownprincely/status/850664740263034881">8 de abril de 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>De acordo com o ministério Público há quatro mortos e 15 feridos. </p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr">An Uzbek man has been arrested in the deadly Stockholm vehicle attack <a href="https://t.co/IsARcdCLhP">https://t.co/IsARcdCLhP</a> <a href="https://t.co/yjQFUr1keo">pic.twitter.com/yjQFUr1keo</a></p>— Newsweek (@Newsweek) <a href="https://twitter.com/Newsweek/status/850700655056605184">8 de abril de 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>A polícia prossegue as investigações e acredita que o suspeito, um homem de 39 anos, nascido no Uzbequistão, detido esta manhã, é o autor do ataque. </p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr">Swedish police say searching for person of interest in Stockholm attack probe <a href="https://t.co/0u2iodUzGD">https://t.co/0u2iodUzGD</a> <a href="https://t.co/Nteh6TAZPm">pic.twitter.com/Nteh6TAZPm</a></p>— Reuters World (@ReutersWorld) <a href="https://twitter.com/ReutersWorld/status/850387468956434432">7 de abril de 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>O alegado atacante conduziu um camião contra as pessoas que se deslocavam numa artéria do centro de Estocolmo, às 15h, hora local, uma hora a mais do que em Lisboa. </p> <p>Atualmente não constava dos ficheiros da polícia mas já tinha constado: </p> <p>“Ele era conhecido, havia informações sobre ele na polícia de segurança, mas como o chefe do serviço de segurança disse era tido apenas como de caráter marginal”, adiantou Dan Eliasson que diz ainda que os investigadores não sabem se há outros envolvidos no ataque, mas não excluem esta possibilidade. </p> <p>Durante a manhã de sábado a polícia anunciou ainda ter encontrado um engenho no camião, estando a analisar se se trata de ou não de uma bomba. </p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr"><a href="https://twitter.com/hashtag/UPDATE?src=hash">#UPDATE</a> Suspect device found in deadly Stockholm attack truck <a href="https://t.co/dYKatgkl5x">https://t.co/dYKatgkl5x</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/Stockholm?src=hash">#Stockholm</a> <a href="https://t.co/P5FWmYjWdt">pic.twitter.com/P5FWmYjWdt</a></p>— <span class="caps">AFP</span> news agency (@AFP) <a href="https://twitter.com/AFP/status/850699906713038848">8 de abril de 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Já o chefe dos serviços de segurança da Suécia, Anders Thornberg, diz que o país está a trabalhar com agências de informação de outros países. </p> <p>Trata-se do terceiro atentado, em 15 dias, numa cidade europeia.</p>