Última hora

Referendo: Votos dos emigrantes turcos são recolhidos

Contagem decrescente para o importante referendo sobre o reforço dos poderes presidenciais na Turquia.

Em leitura:

Referendo: Votos dos emigrantes turcos são recolhidos

Tamanho do texto Aa Aa

Contagem decrescente para o importante referendo sobre o reforço dos poderes presidenciais na Turquia. Os boletins de votos da diáspora turca começam a ser recolhidos, como já aconteceu na Alemanha. O avião com os votos seguiu depois para Copenhaga e Londres, onde será feita a mesma operação de recolha.

O cônsul turco na Alemanha garante que as operações são supervisionadas.“Os deputados dos quatro partidos representados no parlamento turco vão realizar vistorias para garantir que tudo é feito de forma correta”, explicou.

A campanha continua. Recep Tayyip Erdoğan ambiciona a alteração constitucional para obter os poderes executivos. Realizou um comício em Izmir, uma das maiores cidades do país. Voltou a prometer que os planos de adesão à União Europeia vão ser revistos.

Um discurso virado para o orgulho turco que reúne milhares de simpatizantes

Também em Izmir, a oposição à mudança constitucional acusa Erdogan e o partido no poder de intimidação e controlo dos meios de comunicação. “Fomos impedidos de distribuir panfletos na maioria dos lugares. Os membros da nossa secção juvenil e feminina foram detidos. Os nossos cartazes foram recolhidos e rasgados em pedaços”, denuncia Murat Emir, deputado pelo CHP, o maior partido da oposição.

A batalha pela vitória na consulta popular é renhida, no entanto, uma sondagem realizada no início do mês dá vantagem ao “sim” com 53% das intenções de voto.

O referendo está marcado para domingo, dia 16.