Última hora

Em leitura:

Polónia recebe batalhão da NATO que deve atuar como "dissuasor" face à Rússia


Polónia

Polónia recebe batalhão da NATO que deve atuar como "dissuasor" face à Rússia

A Polónia acolheu esta quinta-feira um contingente de mais de 1100 soldados da NATO, liderado pelos Estados Unidos, que tem como objetivo atuar como força de dissuasão contra eventuais aspirações expansionistas da Rússia.

O batalhão, que inclui também militares britânicos e romenos, ficará estacionado na localidade de Orzysz, no nordeste do país.

O presidente polaco, Andrzej Duda, afirmou “não estar a exagerar quando [diz] que muitas gerações de polacos esperavam por este momento, desde o fim da Segunda Guerra Mundial. Sonharam com este momento e fizeram sacrifícios, começando pelos soldados que lutaram e perderam a vida por um Estado polaco independente, face à ocupação soviética”.

Ao mesmo tempo que decorria a cerimónia, fontes no governo polaco afirmavam à agência Reuters que Varsóvia se esforçará, durante a próxima semana, para convencer o presidente norte-americano Donald Trump a visitar o país em Julho.

No total, quatro batalhões multinacionais da NATO estão a instalar-se na Polónia, Roménia, Bulgária e Hungria, em resposta à anexação russa da Crimeia, em 2014.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Turquia

Referendo presidencial: Estará a Turquia a retroceder ao tempo dos sultões?