Última hora

Última hora

Pena de morte: Arkansas planeia avançar com sete execuções em 11 dias

Em leitura:

Pena de morte: Arkansas planeia avançar com sete execuções em 11 dias

Pena de morte: Arkansas planeia avançar com sete execuções em 11 dias
Tamanho do texto Aa Aa

O Estado norte-americano do Arkansas, onde não teve lugar nenhuma execução nos últimos 12 anos, planeia aplicar a pena de morte a 7 detidos no espaço de apenas 11 dias, já a partir da próxima segunda-feira.

Os sete homens deverão ser executados por injeção letal, mas duas empresas farmacêuticas pediram a um tribunal federal para bloquear o uso das suas drogas no processo, afirmando que os químicos que produzem não estão destinado a fazer parte do “cocktail” mortal.

Mas o governador do Arkansas afirma que “tem sido um pesadelo de 25 anos para algumas das vítimas e chegou o momento de aplicar a Justiça”. Asa Hutchinson acrescenta que o processo poderá, no entanto, ser afetado “pela revisão em curso nos tribunais”.

Dezenas de pessoas juntaram-se em frente à sede do governo estatal, em Little Rock, para protestar contra as execuções. A manifestação contou com a presença do ator Johnny Depp.

Para além do pedido das farmacêuticas ao tribunal, os sete detidos no “corredor da morte” lançaram uma série de processos legais para tentar travar as execuções.