Última hora

Em leitura:

Turquia: duas sondagens dão vantagem ao "sim" no referendo turco previsto para domingo


Turquia

Turquia: duas sondagens dão vantagem ao "sim" no referendo turco previsto para domingo

Na Turquia duas sondagens de opinião publicadas esta quinta-feira dão uma ligeira vantagem ao “sim” no referendo turco marcado para este domingo.

O referendo vai decidir a maior mudança constitucional no país desde a fundação da república há praticamente um século.

Em causa está a abolição do cargo de primeiro-ministro e a atribuição de poderes executivos ao chefe de estado.

“Ao distribuirmos estes eleitores indecisos em partes iguais vemos que o “Sim” está à frente com 51,3%. Mas enquanto parte da nossa margem de erro, se agrupássemos os eleitores indecisos com aqueles que escolhem não votar, vemos que é o “Não” que lidera”, afirmou Murat Gezici, diretor da agência de sondagens Gezici.

Para os eleitores que vivem no estrangeiro, a votação terminou no dia 9. Erdogan afirmou esta semana que qaui a taxa de afluência dos eleitores tinha sido elevada.

A campanha dividiu os 80 milhões de turcos que vivem no país. Os apoiantes de Erdogan vêm neste referendo a oportunidade do presidente ser recompensado pelo regresso aos valores islamitas, agora no centro da vida pública.

Os opositores por seu lado receiam mais autoritarismo assim como a erosão das fundações seculares lançadas pelo fundador da Turquia, Mustafa Kemal Ataturk.