Última hora

Em leitura:

Conservadores desafiam Rouhani na corrida para as presidenciais de maio


Irão

Conservadores desafiam Rouhani na corrida para as presidenciais de maio

Mais de 1.300 candidatos registaram-se para as presidenciais iranianas de 19 de maio, quando a data limite para a apresentação das candidatauras expira este sábado.

Um número recorde para um sufrágio que, à partida, deveria reconduzir no cargo o atual chefe de estado, Hassan Rouhani.

O reformista registou ontem a sua candidatura decidido a prosseguir a via da abertura ao exterior, consolidada pela assinatura do acordo sobre o programa nuclear.

Um objetivo abalado, no entanto, pela ausência do investimento estrangeiro esperado, num país que conta com até 12% de desemprego.

Uma oportunidade de ouro para o homem apoiado pelos conservadores, Ebrahim Raissi, que registou ontem a sua candidatura, sob o lema do “trabalho e dignidade”.

Antigo procurador do tribunal religioso do país, hoje à frente da poderosa fundação que administra o mausoléu do Imã Ali, em Mashad, Raissi é uma figura próxima do Ayatollah Ali Khamenei.

A longa lista de candidatos presidenciais tem ainda que ser submetida ao conselho dos guardiões da constituição que deverá selecionar apenas um punhado de personalidades até dia 27.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Coreia do Norte

Coreia do Norte diz-se pronta para retaliar contra EUA