Última hora

Podia ser uma ameaça e motivo de pânico, no entanto o 2014 J025 está a ser tratado como um fenómeno somente curioso. O asteróide de pelo menos 600 metros de largura passará perto da Terra na quarta-feira, a uma distância de pouco mais de 1,8 milhões de quilómetros, mas sem risco de impacto.

A Agência Espacial dos Estados Unidos, Nasa, tenta sossegar a população mundial sobre o caráter inofensivo do objecto apesar de os cientistas terem invocado “um risco potencial” .

Asteróides menores aproxima-se frequentemente do nosso planeta, mas o 2014 J025, descoberto em maio de 2014, será o maior objecto celeste passar perto da Terra desde 2004, aproximando-se 4,6 vezes a distância que separa a Terra da Lua.

Perante a possibilidade de terem acumulado diversos anos de informação sobre a trajetória do asteróide, os cientistas têm a habilidade de prever o seu caminho com confiança e com poucas margem de erro.

Duas vezes mais reflexivo do que a Lua, o J025 não poderá ser visto a olho nu, mas os observadores mais interessados conseguirão visualizá-lo com ajuda de telescópios caseiros durante uma ou duas noites a partir desta quarta-feira.

Link para ver a passagem do meteorito em diecto

A última vez que o asteróide passou perto da Terra foi há 400 anos. A expectativa é que, após esta visita ele regresse em 2600.

Vídeo 360°: As entranhas do jornal que faz tremer as presidenciais de França

França

Vídeo 360°: As entranhas do jornal que faz tremer as presidenciais de França