Última hora

Em leitura:

Síria: ONU aponta a possibilidade de mais um crime de guerra


Síria

Síria: ONU aponta a possibilidade de mais um crime de guerra

O atentado à bomba de domingo passado, contra uma coluna de autocarros perto da cidade síria de Aleppo, no qual mais de 120 pessoas morreram, incluindo dezenas de crianças, “provavelmente constituiu um crime de guerra”, afirmou o porta-voz da Agência de Direitos Humanos da ONU, Rupert Colville, terça-feira.

“É um ataque que, provavelmente, equivale a um crime de guerra. Nesta fase não conseguimos confirmar como foi realizado, ou quem são os responsáveis. As imagens, vistas pela nossa equipa na região, mostram crianças reunindo-se em torno de uma pessoa que está a oferecer doces, pouco antes da explosão,” declarou Rupert Colville

Entretanto, forças da oposição a Bashar al-Assad informaram que os civis estão a fugir das áreas controladas pelo grupo Estado Islâmico, perto da cidade de Raqqa, no norte da Síria, na terça-feira.

As fugas acontecem após confrontos entre o Daesh e uma aliança apoiada pelos Estados Unidos, e dirigida por curdos, que avança em direção à cidade que é base operacional do grupo Estado Islâmico no país.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

República Democrática do Congo

Membros da ONU estiveram reféns de ex-rebeldes do Sudão do Sul