Última hora

Em leitura:

Estação Espacial Internacional já recebeu novos astronautas


Cazaquistão

Estação Espacial Internacional já recebeu novos astronautas

Eram três astronautas. Já são cinco. A Estação Espacial Internacional recebeu esta quinta-feira dois novos inquilinos, um deles estreante.

O veterano russo Fyodor Yurchikhin e, pela primeira vez, o norte-americano Jack Fischer partiram do cosmódromo de Baikunor pelas 13:13, hora local no Cazaquistão — eram 08:13, em Lisboa.

Seis horas depois, a nave espacial Souz MS-Zero Quatro acoplou à estação espacial.

Foram precisas mais duas horas até que a escotilha se abrisse e os dois novos astronautas se juntassem aos três integrantes da missão 50. Destes, o russo Oleg Novitskiy e o francês regressam à Terra em julho.

Peggy Whitson soma recordes

A atual comandante da estação espacial, a norte-americana Peggy Whitson, de 57 anos, vai manter-se até setembro e na segunda-feira vai carimbar um dia especial com o que podemos caracterizar com uma conversa do outro mundo.

Desde a Casa Branca, o Presidente Donald Trump vai congratular Whitson no dia em que a astronauta se torna no norte-americano com mais tempo acumulado no espaço ao ultrapassar os 534 dias e duas horas somados por Jeff Williams, o atual recordista.

Com 57 anos celebrados em fevereiro, a astronauta é também a mulher mais velha a viajar para lá da “última fronteira” e que, a 30 de março (vídeo em cima), se tornou na mulher com mais tempo de passeio acumulado, ao cumprir a oitava saída e chegar às 53 horas e 22 minutos no exterior da estação protegida apenas pelo fato especial.

Quando regressar à Terra, Peggy Whitson deverá somar mais de 666 dias no espaço, conseguidos ao longo de três missões, a primeira em 2002.