Última hora

Última hora

Presidenciais: Macron ganha na bolsa de apostas

Não são só os franceses que têm muito em jogo nas eleições que se avizinham. No Reino Unido já se apostaram mais de 1,2 milhões de euros no resultado das presidenciais do outro lado da Mancha.

Em leitura:

Presidenciais: Macron ganha na bolsa de apostas

Tamanho do texto Aa Aa

E o favorito das casas de apostas para as presidenciais em França é: Emmanuel Macron.

allviews Created with Sketch. Point of view

"Nas apostas mais recentes - as eleições americanas, com Donald Trump, e o 'Brexit'- não acertámos no resultado. E, agora, isso pode voltar a acontecer."

Rupert Adams Porta-voz da casa de apostas William Hill

Não são só os franceses que têm muito em jogo nas eleições que se avizinham. No Reino Unido já se apostaram mais de 1,2 milhões de euros no resultado das presidenciais do outro lado da Mancha.

A corrida está ao rubro, com quatro dos 11 candidatos quase lado a lado, e o resultado é o mais imprevisível das últimas décadas, especialmente depois do que se passou no último ano:

“Nas bolsas de apostas mais recentes – as eleições americanas, com Donald Trump, e o ‘Brexit’- não acertámos no resultado. E, agora, isso pode voltar a acontecer”, refere Rupert Adams, porta-voz da casa de apostas William Hill.

Apesar da incerteza sobre o desfecho, há quem abra bem os cordões à bolsa. Pelo menos um sujeito apostou 35 mil euros na vitória de Marine Le Pen, que nem sequer é a favorita das casas de apostas. O favorito é Macron, um centrista independente.

Mas, num Reino Unido que se prepara para o impacto do ‘Brexit’, à parte das apostas, nas ruas de Londres, o interesse nas presidenciais francesas parece ser reduzido ou mesmo inexistente:

Dos transeuntes que entrevistámos, apenas um considerou que a eleição é “importante, especialmente pelo que está a acontecer na Europa”, numa referência ao recrudescimento do populismo.

Com as eleições francesas aí à porta, muitos olhos britânicos olham para o outro lado do Canal da Mancha na esperança de lucrarem com um resultado imprevisível.