This content is not available in your region

Roménia sob escrutínio da Comissão Europeia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Roménia sob escrutínio da Comissão Europeia

<p>Dez anos após a entrada na União Europeia, a Roménia está ainda sob supervisão do Mecanismo para a Cooperação e Verificação (<span class="caps">CVM</span>, em Inglês). </p> <p>Este mecanismo é aplicado a Estados Membros que falhem, aquando da adesão, a reunião de requisitos estabelecidos pela União Europeia nas áreas das políticas de liberdade, segurança e justiça ou de mercado interno.</p> <p>O primeiro-ministro da Roménia, Sorin Grindeanu, declarou est aquinta-feira querer fechar o <span class="caps">CVM</span> antes da presidência romena do Conselho Europeu, em Janeiro de 2019. Agora falta a Comissão Europeia dizer que sim. </p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr">This thing, Europe, will not maintain itself. It needs to be maintained by its citizens, otherwise it will dissolve. <a href="https://twitter.com/hashtag/eudialogues?src=hash">#eudialogues</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/EU?src=hash">#EU</a> <a href="https://t.co/3hc0K4CXsv">pic.twitter.com/3hc0K4CXsv</a></p>— Frans Timmermans (@TimmermansEU) <a href="https://twitter.com/TimmermansEU/status/855080047803322368">20 de abril de 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Frans Timmermans, primeiro vice-presidente da Comissão Europeia, parece concordar, ao afirmar em Bucareste: “Neste processo conjunto feito desde a adesão, dez anos de cooperação e verificação, atingimos tantos objectivos que estamos agora na recta final de uma longa maratona e o meu impulso, a minha vontade, é acabar esta maratona.” </p> <p>Quatro relatórios positivos consecutivos por parte da Comissão Europeia deixam o primeiro ministro romeno à espera de que o último, a sair no final deste ano, permita afastar de vez o mecanismo para a cooperação e verificação da Roménia. </p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="en" dir="ltr"><a href="https://twitter.com/hashtag/Romania?src=hash">#Romania</a>: The fight against corruption needs to be advanced, not undone. <a href="https://t.co/pHydqEqABr">pic.twitter.com/pHydqEqABr</a></p>— European Commission (@EU_Commission) <a href="https://twitter.com/EU_Commission/status/828642904126136322">February 6, 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Os maiores desafios têm residido na área da Justiça</p> <p>Em Fevereiro, a tentativa de aprovação de um decreto que descriminalizava a corrupção até ao valor de 44 mil euros <a href="http://pt.euronews.com/2017/02/01/protestos-em-bucareste-pedem-demissao-do-governo">gerou manifestações contra o governo em Bucareste</a>. O <a href="http://pt.euronews.com/2017/02/21/parlamento-romeno-rejeita-decreto-polemico">decreto não foi aprovado</a>.</p>