This content is not available in your region

Polícia francesa à procura de um segundo suspeito do ataque nos Campos Elísios

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Polícia francesa à procura de um segundo suspeito do ataque nos Campos Elísios

<p>As autoridades francesas estão à procura de um segundo suspeito do ataque que vitimou ontem um polícia, ferindo outros dois, na Avenida dos Campos Elísios em Paris</p> <p>Três familiares do atacante, abatido ontem, foram colocados em prisão preventiva esta manhã. </p> <p>Um suspeito belga, evocado na reivindicação do grupo Estado Islâmico, apresentou-se esta manhã na esquadra de Antuérpia para negar qualquer ligação ao sucedido.</p> <p>O atacante foi identificado como um francês de 39 anos, detido em fevereiro por ameaças terroristas contra a polícia, antes de ser libertado por falta de provas. </p> <p>O primeiro-ministro e o presidente franceses reuniram esta manhã o conselho nacional de segurança, para analisar as implicações do ataque sobre a campanha para as presidenciais.</p> <p><strong>50 mil polícias mobilizados para o voto de domingo</strong></p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="fr" dir="ltr">▶️ Déclaration de <a href="https://twitter.com/BCazeneuve">@BCazeneuve</a> à l'issue du conseil de défense et de sécurité <a href="https://t.co/71R4kEPVPe">https://t.co/71R4kEPVPe</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/ChampsElysees?src=hash">#ChampsElysees</a></p>— Ministère Intérieur (@Place_Beauvau) <a href="https://twitter.com/Place_Beauvau/status/855342553624924160">April 21, 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>“Ao longo dos próximos dias, mais de 50 mil polícias vão ser mobilizados para garantir o bom desenrolar do escrutínio. Nada deverá perturbar este momento democrático fundamental para o nosso país”, afirmou Bernard Cazeneuve.</p> <p>A polícia levou a cabo, esta noite, uma rusga na residência do atacante, em Chelles, a 25Km a leste de Paris. </p> <p>O homem seria o proprietário do veículo utilizado no ataque.</p> <p>Um vizinho afirma:</p> <p>“Era um homem solitário, muito solitário, talvez tivesse esquizofrenia, não sei. Era uma pessoa solitária mesmo que não tivesse problemas com ninguém. Este acto significa talvez que perdeu totalmente a cabeça”.</p> <p>O suspeito tinha sido já condenado, em 2005, a 15 anos de prisão, por tentativa de homicídio contra um polícia.</p> <p>O ataque de ontem abala a reta final da campanha para as presidenciais, a dois dias da primeira volta do escrutínio.</p>