Última hora

Venezuelanos continuam a fugir para o Brasil

Milhares de venezuelanos continuam a fugir da crise, principalmente económica, que assola o país.

Em leitura:

Venezuelanos continuam a fugir para o Brasil

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de venezuelanos continuam a fugir da crise, principalmente económica, que assola o país. São, maioritariamente, os mais pobres, que fogem para uma cidade fronteiriça, no Brasil, que tem pouco para oferecer-lhes.

Pacaraima, localidade do estado de Roraima, conhecido pela grave crise na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, tinha cerca de 8000 mil habitantes. Agora são muitos mais. A situação apanhou as autoridades locais desprevenidas mas para quem aqui chega o que encontra já é melhor do que o que tinha no seu país.

“Eles têm uma série de coisas aqui que não temos na Venezuela. Comida, por exemplo. Isso é o mais importante. Há comida…”, desabafa uma venezuelana.

Alimentos conseguidos com a boa vontade dos habitantes desta pequena localidade já que as autoridades locais dizem não ter como ajudá-los.

“Algumas pessoas unem-se e entregam alimentos. Algumas entregam uma sopa durante a noite. Mas é ínfimo em relação ao que eles, de facto, precisam para ter uma vida digna. A cidade não dispõe, de maneira alguma, de recursos financeiros para dar-lhes uma melhor qualidade de vida”, explica o vice-presidente da câmara.

A Human Rights Watch diz que mais de 10 000 venezuelanos atravessaram a fronteira desde 2014. Para a organização não-governamental a situação é crítica e é preciso apoio do governo federal.