Última hora

Em leitura:

O "suspense" francês: 28% de participação às 12h ao mesmo nível de 2012


França

O "suspense" francês: 28% de participação às 12h ao mesmo nível de 2012

Hot Topic Saiba mais sobre Eleições presidenciais francesas 2017

Mais de 45 milhões de franceses começaram a votar, esta manhã, na primeira volta das presidenciais.

Ao meio-dia, cerca de 28% dos eleitores já tinham ido às urnas, uma participação similar à do último sufrágio e inferior aos 31% da mediática campanha de 2007 entre Nicolas Sarkozy e Ségolene Royal.

Até às 20 horas locais, o país vai escolher, entre 11 candidatos, os nomes dos dois possíveis sucessores do presidente socialista François Hollande.

Um sufrágio-teste à popularidade dos chamados partidos tradicionais, face à extrema-direita eurocética de Marine Le Pen ou aos movimentos políticos do liberal Emmanuel Macron ou do candidato de esquerda Jean Luc Mélenchon.

Os principais candidatos, assim como o presidente cessante já votaram esta manhã.

O escrutínio, sob alta segurança, é marcado também pelo espetro do terrorismo, três dias após um ataque nos Campos Elísios em Paris.

Cerca de 57 mil polícias e militares vão patrulhar as cerca de 67 mil assembleias de voto ao longo do país.

Os primeiros resultados deverão ser conhecidos por volta das 20h00, menos uma hora em Lisboa.

Os principais institutos de estudos de opinião decidiram não publicar sondagens à boca das urnas, quando mais de um terço dos eleitores afirmava manter-se indeciso na reta final da campanha.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

França

Presidenciais: O "suspense" francês entre indecisão e exasperação