This content is not available in your region

Coreia do Norte: China pede contenção aos Estados Unidos

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Coreia do Norte: China pede contenção aos Estados Unidos

<p>Contenção quanto à Coreia do Norte é o que pede o Presidente chinês Xi Jiping a Donald Trump, com a armada aeronaval americana sem localização precisa, mas em águas coreanas. </p> <p>Que nenhum país relevante no assunto nuclear “faça algo que vá contra as resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas”, aconselha Jiping. </p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr"><a href="https://twitter.com/hashtag/Xi?src=hash">#Xi</a> calls for restraint over <span class="caps">DPRK</span> tensions in phone conversation with Trump <a href="https://t.co/hlFvegljoS">https://t.co/hlFvegljoS</a> <a href="https://t.co/ony5ZsAbZG">pic.twitter.com/ony5ZsAbZG</a></p>— People'sDailyOnline (@PDOAUS) <a href="https://twitter.com/PDOAUS/status/856398575311491072">24 de abril de 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="en" dir="ltr">Japan’s PM <a href="https://twitter.com/hashtag/ShinzoAbe?src=hash">#ShinzoAbe</a>, <a href="https://twitter.com/hashtag/DonaldTrump?src=hash">#DonaldTrump</a> discuss <a href="https://twitter.com/hashtag/NorthKorea?src=hash">#NorthKorea</a> amid rising tensions<a href="https://t.co/vHMQMG0iW0">https://t.co/vHMQMG0iW0</a> <a href="https://t.co/Lpxm0f8O7u">pic.twitter.com/Lpxm0f8O7u</a></p>— Financial Express (@FinancialXpress) <a href="https://twitter.com/FinancialXpress/status/856391429316263936">April 24, 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>O primeiro ministro japonês reforça a necessidade de contenção e aponta a China como a melhor via para negociar com Pyongyang. <br /> <a href="http://pt.euronews.com/2017/04/19/china-seriamente-preocupada-com-avancos-nucleares-da-coreia-do-norte">Pequim diz que sim, o problema nuclear só pode ser resolvido com todos os países a remar na mesma direcção</a>, e está disposta a trabalhar com todos, incluindo os Estados Unidos.</p> <p>O Japão usa a mesma palavra, contenção, e <a href="http://pt.euronews.com/2017/04/19/washington-reafirma-compromisso-de-seguranca-ao-japao-face-a-pyongyang">conta com os Estados Unidos para exercícios militares comuns</a>, tal com a “nervosa e muito preocupada Coreia do Sul“http://pt.euronews.com/2017/04/21/russia-movimentos-militares-junto-a-fronteira-sao-assunto-interno. </p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="pt" dir="ltr">Coreia do Sul anuncia radar que deteta artilharia norte-coreana <a href="https://t.co/vd2HYZU4GI">https://t.co/vd2HYZU4GI</a> <a href="https://t.co/wuBvQOiC5U">pic.twitter.com/wuBvQOiC5U</a></p>— Jornal de Notícias (@JornalNoticias) <a href="https://twitter.com/JornalNoticias/status/856398589278380032">April 24, 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>A assinalar os 85 anos do Exército Popular Coreano esta terça feira e tendo-se dito pronta para abater o porta-aviões americano, teme-se que a Coreia do Norte ensaie pela sexta vez o nuclear nesta ocasião. </p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="pt" dir="ltr">Coreia do Norte ameaça afundar porta-aviões norte-americano <a href="https://t.co/TXQtVtqKl8">https://t.co/TXQtVtqKl8</a></p>— Público (@Publico) <a href="https://twitter.com/Publico/status/856238845989462016">April 23, 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Para agravar a tensão crescente, a <a href="http://g1.globo.com/mundo/noticia/cidadao-americano-e-detido-na-coreia-do-norte.ghtml">Coreia do Norte deteve um cidadão norte-americano, professor, no Sábado passado, quando este saía do país</a>. <br /> Recorde-se que os Estados Unidos não mantem representação diplomática na Coreia do Norte, com a Embaixada sueca a confirmar a detenção, através da chefe de missão Martina Aberg, e a servir de ponte em interesses norte-americanos no território. <br /> As razões da detenção não são conhecidas. </p> <p>Pelo menos dois outros cidadãos americanos estão detidos na Coreia do Norte e sentenciados a prisão. Um por ter retirado um cartaz político de um hotel, outro acusado de espionagem.</p>