Última hora

França: Tensão no início da campanha para a segunda volta das presidenciais

A corrida à segunda volta das presidenciais francesas arranca já com tensão.

Em leitura:

França: Tensão no início da campanha para a segunda volta das presidenciais

Tamanho do texto Aa Aa

A corrida à segunda volta das presidenciais francesas arranca já com tensão. Pelo menos da parte da candidata da Frente Nacional que não perdeu tempo e lançar-se contra o seu adversário.

Já em campanha, em Pas-de-Calais, Marine Le Pen, afirmou que Macron não tem um projeto para proteger os gauleses dos perigos do terrorismo. E garantiu que o seu alvo são todos os franceses:

“Temos de convencer todos os franceses. Não me limito a esta ou àquela categoria de franceses. Parece-me que muitos vão descobrir o que está por detrás do projeto do senhor Macron”, afirmou a candidata da extrema-direita.

Ainda longe destas polémicas Emmanuel Macron abandonou a sua casa, esta manhã, com um sorriso nos lábios. No exterior do edifício tinha alguns apoiantes à sua espera para cumprimentá-los.

A campanha para o segundo turno, de 7 de maio, prevê-se dura e com muita polémica à mistura. Numa eleição inédita em França, onde os grandes ficam de fora, resta saber quem conseguirá convencer a maioria dos franceses:

“Deixando de fora de jogo os dois principais partidos, os franceses provocaram um tremor de terra profundo no cenário político. Agora têm de escolher entre dois candidatos que são, totalmente, opostos. E, em primeiro lugar, no que diz respeito à Europa, tema que vai ser uma das chaves da segunda volta”, explica a enviada da euronews a Paris, Anne Devineaux.