Última hora

Última hora

"Breves de Bruxelas": Hungria examinada "à lupa"

Continua o braço-de-ferro entre a União Europeia (EU) e a Hungria, tema que abre este programa que passa em revista a atualidade europeia diária.

Em leitura:

"Breves de Bruxelas": Hungria examinada "à lupa"

Tamanho do texto Aa Aa

Continua o braço-de-ferro entre a União Europeia (EU) e a Hungria, tema que abre este programa que passa em revista a atualidade europeia diária.

A Comissão Europeia deverá dizer, quarta-feira, o que pensa sobre várias leis controversas adotadas na Hungria. No mesmo dia, o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, vai ao Parlamento Europeu, para explicar as suas políticas.

O governo de Budapeste tem sido fortemente criticado por causa da detenção sistemática de migrantes e, também, por querer obrigar as organizações não-governamentais a declararem financiamentos estrangeiros.

O primeiro-ministro húngaro também terá que explicar a sua reforma do Ensino Superior, já que a nova lei poderá levar ao encerramento da Universidade da Europa Central, em Budapeste.

As plataformas de publicação de vídeos tais como o YouTube e o Vimeo deverão tomar medidas para evitar a disseminação de discursos de ódio ou de incitamento à violência.

O pedido é feito num um texto aprovado pela Comissão de Cultura do Parlamento Europeu. Os eurodeputados querem que estas plataformas desenvolvam sistemas que permitam aos cidadãos denunciarem, rapidamente, conteúdos ilegais.