Última hora

Em leitura:

E.U.A.: Juiz suspende decreto de Trump sobre "cidades santuário"


EUA

E.U.A.: Juiz suspende decreto de Trump sobre "cidades santuário"

Um juiz dos Estados Unidos suspendeu, terça-feira, um decreto do Presidente norte-americano, Donald Trump, que ameaçava congelar o financiamento federal para as “cidades santuário”.

O município de Santa Clara, um dos muitos exemplos de “cidades santuário” comprometidas com a proteção das pessoas sem documentos, elogiou a decisão histórica do juiz de São Francisco, William H. Orrick III.

“Cidades santuário” como Nova Iorque, Los Angeles, Chicago ou Filadélfia são um refúgio para os imigrantes ilegais e, geralmente, não usam os financiamentos federais para ajudar a polícia no controle de imigrantes.

Entretanto, o Presidente Trump insiste na necessidade de construir um muro ao longo da fronteira com o México.

“O muro vai ser construído. No caso de alguém ter duvidas, o muro vai ser construído. O muro vai parar drogas e vai impedir um monte de gente de entrar, gente que não deve estar aqui. Vai ter um efeito enorme sobre o Tráfico humano, que é um problema tremendo neste mundo. Um problema de que ninguém fala. Um problema que é, provavelmente, pior do que em qualquer outro momento da história deste mundo,” afirmou, terça-feira, Donald Trump

A construção do muro foi uma das grandes promessas de Donald Trump durante a campanha eleitoral.

A meia-noite de sexta-feira é o limite para que o Congresso aprove o orçamento do ano fiscal em curso.

Na perspetiva de uma derrota no Congresso, o Presidente norte-americano pode recuar na construção de um muro cujo financiamento imediato parece improvável.