Última hora

Em leitura:

Papa Francisco apela aos líderes muçulmanos para dizerem "não" à violência


Egito

Papa Francisco apela aos líderes muçulmanos para dizerem "não" à violência

O Papa Francisco pediu, esta sexta-feira, aos líderes muçulmanos, reunidos no Cairo, um “forte e claro não” a qualquer forma de violência, vingança e ódios cometidos em nome da religião ou em nome de Deus e alertou para “a instrumentalização” da religião, por parte do poder. O sumo Pontífice da Igreja Católica falava no encerramento de uma conferência internacional sobre a paz, na capital egípcia.

No seu discurso voltou a lembrar as vítimas dos últimos três atentados em igrejas cristãs copta que vitimaram, no total, cerca de uma centena de pessoas:

“Penso nas vítimas dos ataques a igrejas Copta, no de dezembro e nos mais recentes em Tanta e Alexandria”, disse o Papa que afirmou ainda, e entre outras coisas, que para evitar conflitos e construir a paz é preciso eliminar as situações de “pobreza e exploração”, usadas em seu benefício pelos “extremismos”.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

EUA

EUA preocupados com poderio nuclear e de mísseis balísticos da Coreia do Norte