Última hora

Em leitura:

Turquia: Centenas de detenções em manifestações no Dia do Trabalhador


Turquia

Turquia: Centenas de detenções em manifestações no Dia do Trabalhador

Mais de duas centenas de pessoas foram detidas este primeiro de maio, em Istambul, na Turquia.

A maioria das detenções ocorreu quando milhares de manifestantes, que protestavam contra o governo de Recep Tayyip Erdogan, tentavam chegar à Praça Taksim, apesar das interdições das autoridades.

Para dispersar a multidão, as forças de segurança recorreram a balas de borracha e gás lacrimogéneo.

Segundo o gabinete do governador de Istambul, mais de 30 mil efetivos, das forças de segurança, forma destacados para manter a ordem.

Várias centrais sindicais convocaram manifestações para este Dia do Trabalhador, em protesto contra as purgas levadas a cabo pelo Governo de Recep Tayyip Erdogan,

A última ocorreu no sábado. Cerca de quatro mil funcionários públicos, civis e militares, foram demitidos depois de terem sido considerados como ameaças à segurança nacional. Mais de mil são trabalhadores do Ministério da Justiça.

“Eu sei que essas pessoas vão voltar ao trabalho e, de alguma forma, vamos ganhar. Estamos aqui por aquelas pessoas que foram tratadas injustamente”, afirma uma das manifestantes.

O alto-comissário da ONU para os direitos humanos questionou, já, a legalidade das demissões e detenções em massa.

O Governo de Erdogan reiterou que não quer limitar a liberdade de expressão, no país, e que estas medidas de segurança são necessárias devido à gravidade da situação.

Com: Reuters; AFP

Rússia

Mais de 100.000 pessoas celebram Dia do Trabalhador em Moscovo