Última hora

Em leitura:

Liga dos Campeões 1/2 final: Juventus "gela" euforia no Mónaco


Desporto

Liga dos Campeões 1/2 final: Juventus "gela" euforia no Mónaco

O AS Mónaco ainda não tinha ficado um jogo em casa sem marcar esta época. Diante da Juventus, não só ficou em branco como perdeu, 2-0, e está agora numa posição complicada de repetir 13 anos depois a presença na final da Liga dos Campeões.

O argentino Gonzalo Higuaín, a marcar, e o brasileiro Dani Alves, a assistir, fizeram a diferença num jogo em que os monegascos revelaram uma estranha ineficácia. As primeiras oportunidades até foram da equipa de Leonardo Jardim, mas o quase “quarentão” Gianluigi Buffon estava seguro na baliza.

À beira da meia hora de jogo, a estocada do “escorpião”: A culminar um contra-ataque, Higuaín combina com Dani Alves e o brasileiro devolve de calcanhar para o argentino rematar imparável para a baliza do croata Daniel Subasic.

O AS Monaco reentrou para a segunda parte de novo a cheirar o golo, mas de novo Buffon surgiu no caminho de Falcao.

Com os monegascos ao ataque, a Juventus remeteu-se ao contra golpe e a jogar nos erros dos anfitriões. Aos 58 minutos, os italianos chegaram ao 0-2.

Uma vez mais Dani Alves na assistência, com um cruzamento largo da direita, e Higuaín na finalização, ao segundo poste.

Jardim trocou Tiémoué Bakayoko por João Moutinho e Thomas Lemar por Valère Germain. A equipa monegasca ganhou organização, mas perdeu velocidade. A “Juve” fechou-se e até abdicou de Higuaín, substituído por Cuadrado a 15 minutos do final.

O líder da Liga francesa pressionou, ganhou algumas faltas nas imediações da área dos italianos, mas ora falhou o alvo ora esbarrou nas mãos de Buffon. O guarda-redes cumpriu com grande estilo o 100.° jogo pela Juventus na Liga dos Campeões.

O AS Mónaco ainda só tinha perdido em casa, esta época, diante do Lyon, na liga francesa. Agora somou o segundo desaire e o sonho de ir a Cardiff discutir a “Champions”, a 3 de junho, ficou bem mais difícil. Mas nao é impossível e Fabinho prometeu que a equipa “vai fazer tudo na segunda mão”. “Podemos marcar sempre nos jogos fora com o nosso ataque”, disse o médio brasileiro após o jogo.

Na véspera, o Real Madrid venceu em casa (3-0) o Atlético de Madrid, com um “hat-trick” de Cristiano Ronaldo, e tal como a “Velha Senhora” também deu um importante passo rumo à final.

Os jogos da segunda mão destas meias finais estão marcados já para a próxima semana. Na terça-feira, 9 de maio, a Juventus recebe em Turim o AS Mónaco. No dia seguinte, o Real joga no Vicente Calderón.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Desporto

Liga Europa 1/2 final: Ajax goleia Lyon e Mourinho já pensa na final