Última hora

Última hora

A semana em imagens: Primeiro de maio, protestos, uma cabra e uma ursa polar

Uma seleção das imagens que marcaram a semana, um pouco por todo o mundo. Imagens cortesia da agência Reuters

Em leitura:

A semana em imagens: Primeiro de maio, protestos, uma cabra e uma ursa polar

Tamanho do texto Aa Aa

Em cima: manifestantes envolvidos em confrontos com a polícia durante protesto contra o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. Carlos Garcia Rawlins, Reuters
Uma seleção das imagens que marcaram a semana em todo o mundo. Imagens cortesia da agência Reuters.

Paris, França
Manifestantes com máscaras com a cara de Jean-Marie Le Pen, o fundador do partido de extrema-direita Frente Nacional, com o penteado da sua filha, Marine Le Pen, a candidata da Frente Nacional às presidenciais francesas de 2017. Comemorações do dia 1 de maio. Gonzalo Fuentes

Londres, Reino Unido
O Príncipe Filipe, do Reino Unido, deverá retirar-se da vida pública no final do ano, segundo um anúncio feito pelo Palácio de Buckingham desta quinta-feita. Foto de dia 10 de junho de 2016 na Catedral de São Paulo. Ben Stansall.

Argel, Argélia
Um menino com um fato do Batman nas mesas de voto da capital argelina. Eleições parlamentares de 4 de maio. Zohra Bensemra.

Berlim, Alemanha
Participantes numa manifestação do dia 1 de maio em Kreuzberg, na capital alemã. Christian Mang

Southport, Austrália
Lyia, a ursa polar, com as suas crias no Sea World de Southport, na Austrália. De acordo com o Sea World, esta é a segunda ninhada de Liya. Sea World/ Reuters

Ontário, Canadá
O primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, marca presença na 39ª edição al do Khalsa Day Parade, realizado em comemoração do ano novo Sikh. Chris Helgren.

Pequim, China
Turista na Praça de Tiananmen.
A capital chinesa é atingida por uma tempestade de areia. Jason Lee.

Sydney, Austrália
A Ponte da Baía de Sidney e a Academia Australiana de Tai Chi organizam o primeiro festival de artes marciais na mais importante das cidades australianas. BridgeClimb Sydney/ Reuters.