Última hora

Em leitura:

Por 25 segundos: Eliud Kipchoge já fala em "próxima oportunidade"


Quénia

Por 25 segundos: Eliud Kipchoge já fala em "próxima oportunidade"

Com agências

O objetivo era correr a maratona em duas horas e o queniano Eliud Kipchoge quase conseguiu.

Ficaram a faltaram-lhe apenas 25 segundos. O atleta, de 32 anos, correu este sábado no autódromo italiano de Monza.

O queniano ainda passou aos 30 quilómetros com um tempo base que lhe permitiria fazer as duas horas, mas, aos 35, já estava com cinco segundos de atraso e alguns sinais de sofrimento.


A prova foi organizada por uma conhecida marca desportiva e o tempo realizado por Kipchoge não é reconhecido pela Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAFF, sigla em inglês).

Depois da prova, Kipchoge mostrou-se feliz e satisfeito, explicando que acredita na importância de uma boa preparação para conseguir eliminar, numa próxima oportunidade, os 25 segundos.

Mas, por agora, o recorde do mundo continuará nas mãos do compatriota, Dennis Kimetto, que venceu a Maratona de Berlim em 2014, ao completar a prova em duas horas, dois minutos e 57 segundos.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

França

Medidas contra distúrbios alimentares no mundo da moda entram em vigor