Última hora

Em leitura:

Alemanha: um 3° detido no caso da extrema-direita no exército alemão


Alemanha

Alemanha: um 3° detido no caso da extrema-direita no exército alemão

Na Alemanha, um terceiro suspeito foi detido no decorrer do inquérito sobre o plano de um militar de elite, Franco A., em associação com um estudante para levar a cabo um ataque cujo alvo seriam políticos de esquerda favoráveis à migração.

Maximilian T. é acusado de planear a ação criminosa com Franco A., já detido. Ambos são elementos do exército alemão, o que gerou duras críticas ao governo alemão sobre a falta de segurança no próprio sistema de defesa.

Franco A. havia feito uma tese em 2014 onde o radicalismo associado à extrema-direita estava gritantemente patente.
Ao contrário do previsto pela lei alemã, não foi denunciado, mas apenas admoestado com a possibilidade de refazer a tese.

Terá, posteriormente, pedido asilo fazendo-se passar por refugiado, de modo a poder levar a cabo um ataque cuja culpa recaíria sobre um refugiado sírio, tendo chegado a colocar as impressões deste numa arma que iria usar para o efeito.