Última hora

Aproxima-se, a passos largos, a passagem de testemunho entre François Hollande e Emmanuel Macron.

Esta quarta-feira de manhã, juntos, participaram numa cerimónia, no Jardim do Luxemburgo, em Paris, para relembrar a abolição da escravatura.

Lado a lado, estiveram o presente e o futuro de um país que escreve uma nova página na sua história. Para Hollande há ainda muito caminho pela frente:

“Sim, temos de continuar a bater-nos contra as divisões que separam as pessoas, o que inclui lutar contra os discursos que põem umas pessoas contra as outras, contra os fundamentalismos, o obscurantismo, o comunitarismo. Há ainda muito a fazer, Senhor Presidente”, afirmou Hollande.

Este momento de partilha começa a ser usual no país. Em 2007, Jacques Chirac e Nicolas Sarkozy participavam juntos na iniciativa. Situação idêntica em 2012 com François Hollande a acompanhar Sarkozy

Presidente Donald Trump enfrenta as críticas e defende a demissão do diretor do FBI

EUA

Presidente Donald Trump enfrenta as críticas e defende a demissão do diretor do FBI