Última hora

Em leitura:

Os 100 anos do Santuário de Fátima


Portugal

Os 100 anos do Santuário de Fátima

A 13 de maio de 1917, Nossa Senhora do Rosário de Fátima terá aparecido pela primeira vez perante os irmãos Jacinta e Francisco Marto e a prima destes, Lúcia dos Santos, os três Pastorinhos. A história do Santuário de Fátima começou aí, mas a construção só arrancou dois anos depois, em 1919.

Uma capela em Sua honra terá sido um dos pedidos da Senhora do Rosário às três crianças. A Capela das Aparições foi a resposta dos fiéis. Após ser benzida, foi palco da primeira missa a 13 de outubro de 1921.

A 13 de maio de 1928, foi lançada a primeira pedra da Basílica de Nossa Senhora do Rosário, onde estão hoje sepultados os Três Pastorinhos.

Em 1930, após autorização do Vaticano, José Alves Correia da Silva, o então bispo de Leiria, a diocese responsável pela zona das Aparições, oficializou o culto a Nossa Senhora do Rosário de Fátima.



A crescente afluência de peregrinos, ao longo dos anos, motivou o progressivo alargamento do Santuário. Uma colunata viria a juntar todos os espaços entretanto “nascidos” no complexo.

Em 2007, nos 90 anos das Aparições, foi inaugurada a Basílica da Santíssima Trindade, um projeto de 70 milhões de euros, financiado pelas ofertas dos fiéis. A nova Basílica tem lugar para 9000 pessoas sentadas.

As visitas de Papas ao Santuário

Paulo VI foi, em 1967, o primeiro Papa a visitar o Santuário de Papa. João Paulo II esteve em Fátima por três ocasiões, a primeira em 1982 para agradecer a suposta proteção divina de Nossa Senhora de Fátima numa tentativa de assassinato sofrida no ano anterior. O Sumo Pontíficie viria a sofrer outro atentado em Portugal e a sobreviver.

Na terceira visita, a 13 de maio de 2000, João Paulo II beatificou os Pastorinhos Jacinta e Francisco Marto. Havia também a expetativa do terceiro segredo de Fátima, que teria sido o atentado contra o Papa em 1981.

Bento XVI visitou o Santuário em 2010.



Francisco é o quarto Papa em Fátima, numa altura em que o Santuário é visitado por oito milhões de pessoas a cada ano. Só no fim de semana do Centenário das Aparições são esperadas mais de um milhão de pessoas.

A celebração do Centenário das Aparições servirá também para o Sumo Pontíficie canonizar os dois Pastorinhos mais novos, Jacinta e Francisco Marto.