Última hora

Em leitura:

Centro para migrantes era gerido pela máfia


Itália

Centro para migrantes era gerido pela máfia

A polícia italiana fez esta segunda-feira uma das maiores operações dos últimos tempos contra a máfia e desmontou o controlo mafioso de um centro de retenção para migrantes, no sul do país. Nesta megaoperação, foram detidas 68 pessoas, incluindo um padre e outra pessoa igualmente ligada à Igreja Católica, o presidente da associação que dirige o centro de Sant’Anna Cara, na ilha de Capo Rizzuto.

Sobre os detidos recaem acusações de organização mafiosa, extorsão, apropriação de bens estatais e fraude. O centro de retenção tornou-se num negócio rentável para a máfia calabresa, a ‘Ndrangheta, considerada a maior organização mafiosa de Itália, na atualidade. Pertencem, na maioria, ao clã Arena, o mesmo que é suspeito de ter ganho os contratos para as cantinas deste centro e também do de Lampedusa, um dos principais pontos de chegada de migrantes à Europa.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

França

Édouard Philippe é o novo primeiro-ministro francês