This content is not available in your region

Ex-chefe do FBI nomeado para investigar Trump

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
Ex-chefe do FBI nomeado para investigar Trump

<p>Os Estados Unidos já têm um investigador especial para averiguar as possíveis relações entre Donald Trump e a Rússia, tal como a possível interferência russa na campanha para as presidenciais. E não é qualquer pessoa. Trata-se do antigo diretor do <span class="caps">FBI</span> <a href="https://www.washingtonpost.com/politics/new-special-counsel-robert-mueller-has-history-of-standing-up-to-the-white-house/2017/05/17/30ce58c4-3b4c-11e7-8854-21f359183e8c_story.html?utm_term=.b15b73cd9dd8">Robert Mueller</a>, que liderou a agência de investigação durante os atentados de setembro de 2001.</p> <p>Mueller foi apontado pelo Departamento de Justiça, depois da decisão de Donald Trump de demitir o diretor do <span class="caps">FBI</span> James Comey. Em resposta, o presidente americano emitiu um <a href="http://twitchy.com/sd-3133/2017/05/17/trump-issues-statement-on-mueller-appointment-but-not-everyones-buying-it/">comunicado</a> em que diz: “Uma investigação cuidadosa vai revelar o que já sabemos – que não houve ligações entre a campanha presidencial e qualquer entidade estrangeira”.</p> <p>“Trazer alguém como Robert Mueller, que já trabalhou no <span class="caps">FBI</span>, e que vai trabalhar no processo do <span class="caps">FBI</span> significa colocar um decisor importante no processo. É uma decisão híbrida, porque permite ao pessoal de carreira do <span class="caps">FBI</span> continuar a trabalhar e, ao mesmo tempo, há uma pessoa independente a tomar as decisões finais, ao nível da direção”, diz James Lankford, senador republicano.</p> <p>Os congressistas democratas aplaudiram a nomeação de Mueller para liderar esta investigação: “Fiquei muito contente. Em primeiro lugar, por ter sido apontado um investigador. Em segundo lugar, por ser Bob Mueller, uma pessoa com uma integridade sem defeitos”, diz Jim Hines.</p> <p>Para John Conyers, também congressista do Partido Democrata, este “é um primeiro passo na direção certa, Esta administração e o novo presidente estão numa crise permanente. É uma coisa a seguir à outra”.</p> <p>A demissão de Comey veio reforçar as suspeitas de ligações entre Trump e a Rússia. O presidente terá <a href="http://pt.euronews.com/2017/05/10/trump-despede-diretor-do-fbi-james-comey">demitido o diretor do <span class="caps">FBI</span></a> depois de este se ter recusado a <a href="https://www.nytimes.com/2017/05/16/us/politics/james-comey-trump-flynn-russia-investigation.html?_r=0">arquivar as investigações</a> ao primeiro conselheiro de segurança nacional apontado por Trump, Michael Flynn, que acabaria por demitir-se depois da revelação de conversas com o embaixador russo.</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="en" dir="ltr">Editorial from <a href="https://twitter.com/GlobeOpinion"><code>GlobeOpinion</a>: Robert Mueller was the right choice for special counsel—now Congress must follow suit. <a href="https://t.co/F4ahqrfIKt">https://t.co/F4ahqrfIKt</a> <a href="https://t.co/xVlCHy2WCY">pic.twitter.com/xVlCHy2WCY</a></p>— The Boston Globe (</code>BostonGlobe) <a href="https://twitter.com/BostonGlobe/status/865090372174786560">May 18, 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p>