Última hora

Em leitura:

Judo: Khalmurzaev confirma favoritismo em Ecaterimburgo


Desporto

Judo: Khalmurzaev confirma favoritismo em Ecaterimburgo

Khasan Khalmurzaev foi um dos grandes destaques no judo mundial em 2016 ao sagrar-se campeão europeu e olímpico nos -78 kg. Em 2017, o russo entrou este fim de semana em competição no Grand Slam de Ecaterimburgo e confirmou o favoritismo sobre o tatami.

Khalmurzaev esteve irrepreensível nos quatro combates efetuados e conquistou a medalha de ouro depois de derrotar Attila Ungvari por ippon na final. O judoca de 23 anos conquistou o segundo Grand Slam da carreira, repetindo o triunfo de 2015 em Baku.

Entre as senhoras, o grande destaque do dia vai para a campeã europeia em título, Sanne Van Dijke. Aos 21 anos de idade, a holandesa subiu pela primeira vez ao lugar mais alto do pódio num Grand Slam ao derrotar Alena Prokopenko na final dos -70 kg. A judoca russa, que também se estreava numa final, até se colocou em vantagem ao conseguir um waza-ari, mas Van Dijke deu a volta ao marcador, vencendo por ippon.

Nas restantes finais do dia, a campeã do mundo em título, Umeki Mami, arrebatou a medalha de ouro nos -78 kg. A japonesa derrotou na final a inglesa Natalie Powell por ippon mas não foi a única judoca do país do sol nascente a subir ao lugar mais alto do pódio.

Nagasawa Kenta impôs-se nos -90 kg ao derrotar o húngaro Krisztian Toth na final e nos +78 kg o triunfo sorriu a Sarah Asahina.

Nos -100 kg venceu Miklós Cirjenics e nos +100 kg impôs-se o brasileiro David Moura. Os portugueses tiveram prestações discretas. Anri Egutidze foi eliminado na segunda ronda dos -81 kg, Yahima Ramirez caiu à primeira nos -78 kg.

Desporto

WRC: Ogier faz o penta em Portugal