Última hora

Última hora

Coreia do Norte rejeita "categoricamente" condenação da ONU

Em leitura:

Coreia do Norte rejeita "categoricamente" condenação da ONU

Tamanho do texto Aa Aa

A Organização das Nações Unidas condenou esta segunda-feira o último míssil lançado pela Coreia do Norte e ameaça endurecer as sanções contra o isolado regime de Pyongyang.

A declaração do Conselho de Segurança da ONU foi unânime, incluindo a China, aliado tradicional da Coreia do Norte. Esta “rejeita categoricamente” a posição das Nações Unidas, atribuindo “aos Estados Unidos e aos seus seguidores” a posição do Conselho de Segurança, adiantando que “os norte-americanos são obcecados com a sua hostilidade e repugnância inveterada.”

A Coreia do Norte lançou um míssil de médio porte no domingo passado e mesmo sob inúmeras sanções não parece disposta a abdicar dos programas nuclear e balístico. Já fez dezenas de lançamentos de mísseis e dois testes nucleares desde o início de 2016. Estará mesmo a fazer grandes avanços, segundo especialistas, no desenvolvimento de um míssil balístico internacional capaz de atingir os Estados Unidos.