Última hora

Grécia num impasse e sem dinheiro

Em leitura:

Grécia num impasse e sem dinheiro

Tamanho do texto Aa Aa

Os credores da Grécia não chegaram a acordo sobre as medidas a aplicar para aliviar o fardo que representa a sua dívida pública e poder desbloquear a segunda tranche de ajuda ao país, prevista no memorando de entendimento grego. Ainda assim, o ministro das Finanças alemão acredita que as divergências entre Grécia e credores serão resolvidas, nas próximas três semanas. O acordo fica assim adiado para o próximo encontro marcado para junho.

Para os gregos o sentimento é de desapontamento:

“Não pode ser feito nada em relação à dívida e da forma como as coisas vão não pode haver recuperação. Acredito que os credores têm as suas razões para tentar ganhar tempo”, adianta um residente de Atenas.

“Sinto-me enojada, não espero nada do governo, não tenho esperança, e acredito que tudo o que o governo diz é uma mentira”, adianta outra residente da capital grega.

Atenas tem de fazer pagamentos aos credores em junho pelo que precisa, imperativamente, que seja desbloqueada, até lá, a segunda tranche prevista no programa de assistência financeira.

Na semana passada o parlamento grego tinha aprovado um novo pacote de medidas de austeridade, moeda de troca para o Eurogrupo dar luz verde à nova tranche, que afinal se mantém bloqueada.