Última hora

Em leitura:

Filipinas: militares cortam acesso a cidade a braços com crise de deslocados


Filipinas

Filipinas: militares cortam acesso a cidade a braços com crise de deslocados

Nas Filipinas, a cidade de Iligan enfrenta uma situação cada vez difícil devido ao afluxo de deslocados provenientes de Marawi onde forças governamentais e rebeldes islâmicos Maute estão envolvidos em combates.

As autoridades receiam que extremistas possam ter-se infiltrado entre as cerca de duzentas mil pessoas que fugiram dos combates buscando refúgio em Iligan, situada a menos de 40 quilómetros de Marawi,

Os combates já provocaram cerca de uma centena de mortos entre militares, rebeldes e civis.

A ofensiva já dura há praticamente uma semana após uma tentativa falhada por parte das forças governamentais para prenderem Isnilon Hapilon, que as autoridades acreditam tratar-se do ponto de contacto entre os rebeldes e o grupo Estado Islâmico.

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, lançou esta segunda-feira um apelo a separatistas muçulmanos e rebeldes maoistas para se juntarem à luta contra os rebeldes sob influência do grupo Estado Islâmico.

Duterte adiantou que a ideia teria vindo do líder de um dos grupos separatistas.

Reino Unido

Manchester: uma tatuagem de abelha para mostrar união e resistência face ao terrorismo