Última hora

Em leitura:

Manuel Noriega: O aliado que os EUA traíram


Panamá

Manuel Noriega: O aliado que os EUA traíram

Nascido em 1934, na Cidade do Panamá, Antonio Manuel Noriega foi o homem forte do país entre 1983 e 1989.

Durante o período da Guerra Fria, colaborou com a CIA e foi um aliado dos EUA.

Acabou deposto, durante uma invasão desencadeada pelo próprio exército norte-americano, que terminou com a morte de cerca de 500 pessoas, em novembro de 1989.

Passou 20 anos em prisões nos Estados Unidos e França, por tráfico de droga e lavagem de dinheiro, acabou extraditado para o Panamá, em dezembro de 2011.

Quando foi detido, na fase final da Operação Causa Justa, teria consigo mais de 8 milhões de dólares em dinheiro. Pablo Escobar e o cartel de Medellín faziam parte do seu círculo de relações.

Em junho de 2015, Noriega pedia perdão pelos crimes cometidos nos anos em que esteve no poder.