Última hora

Em leitura:

"Breves de Bruxelas": Visita de PM chinês, Soros critica Orbán


A redação de Bruxelas

"Breves de Bruxelas": Visita de PM chinês, Soros critica Orbán

O primeiro-ministro chinês disse que combater as alterações climáticas é um “consenso global” e uma “responsabilidade internacional”.

Uma posição que está em linha com a União Europeia, mas bastante oposta à política de Donald Trump “A América primeiro”.

Li Keqiang fez a declaração em Berlim, ao lado da chanceler alemã Angela Merkel, antes de chegar a Bruxelas para a cimeira União Europeia-China, na sexta-feira.

Outro assunto importante é o comércio, mas as negociações sobre um acordo de investimento, que começaram em 2013, ainda estão longe de chegar a um consenso, de acordo com Xinning Song, professor especialista em relações UE-China.

Neste programa que passa em revista a atualidade europeia diária destacamos, também, as propostas para maior “coesão, integração e prosperidade” na União Europeia discutidas, quinta-feira, no Fórum Económico de Bruxelas.

Decisores políticos, sociedade civil e líderes empresariais apresentaram as suas visões sobre o futuro do bloco. O multimilionário George Soros foi um dos críticos mais severos da Hungria e da Polónia, países que diz estarem a afastar-se dos valores europeus.

A redação de Bruxelas

Soros criticou o "regime mafioso" de Viktor Orbán na Hungria