Última hora

Em leitura:

Ataque a casino de Manila faz mais de 30 mortos incluindo o atirador


Filipinas

Ataque a casino de Manila faz mais de 30 mortos incluindo o atirador

Pelo menos 34 pessoas mortas e meia centena de feridos é o balanço oficial do ataque ocorrido aos primeiros instantes desta sexta-feira em Manila, nas Filipinas, seriam cerca de 17:00 horas de quinta-feira em Lisboa.

De acordo com os relatos oficiais, um homem armado entrou sozinho aos tiros e a incendiar as mesas de jogo no casino do Resorts World Manila, localizado em Newport City, próximo do aeroporto internacional Ninoy Aquino, na capital das Filipinas.


As equipas de segurança do casino e agentes da polícia lançaram uma caça ao homem e, por volta das 07:00 horas da manhã locais, meia noite em Lisboa, o atacante foi encontrado morto. As informações oficiais indicam que o homem terá tentado apenas assaltar o casino e que no final se terá suicidado por imolação com fogo depois de ter também disparado sobre ele mesmo.

Pelas redes sociais, o Resorts World Manila revelou algumas informações, a última pelas 11:00 horas da manhã locais, 04:00 da manhã em Lisboa, relatando o desenvolvimento do ataque.


A empresa adiantou estar também a ajudar na assistência aos 54 feridos ao mesmo tempo que a respetiva equipa de segurança e as forças policiais prosseguiam com as buscas por todos os pisos do complexo.

Embora o ataque tenha sido reivindicado por um alegado operacional filipino associado ao grupo terrorista autoproclamado Estado Islâmico, a hipótese de ter sido um ato de terrorismo está para já descartada.


O general De La Rosa, das forças de segurança filipinas, informou que o atacante terá roubado dinheiro das apostas, disparou sobre um ecrã LED e incendiou mesas de jogo depois de as regar com gasolina, sem ter disparado diretamente contra alguém, o que contradiz o normal “modus operandi” nos ataques terroristas.

Não ficou claro, contudo, como o homem teria conseguido introduzir no casino a quantidade de gasolina que utilizou para provocar os incêndios. As vítimas mortais deste ataque terão sucumbido após asfixia devido ao fumo.