Última hora

Em leitura:

Filipinas: Autoridades desconhecem identidade de atacante


Filipinas

Filipinas: Autoridades desconhecem identidade de atacante

As autoridades das Filipinas ainda não conseguiram identificar o homem que, na sexta-feira, matou 37 pessoas num casino de Manila.

O ataque foi reivindicado pelo autoproclamado Estado Islâmico, no entanto a polícia nega qualquer ligação ao Daesh mas desconhece quais foram as motivações que levaram o homem a invadir o casino, atear fogo a mesas de jogo, suicidando-se de seguida.

“Na verdade, a motivação… Nós não conseguimos, realmente, dizer qual foi a motivação mas, aparentemente, ele estava mentalmente perturbado. Por isso, não podemos relacioná-lo com o terrorismo. Ele não atirou em ninguém”, afirmou o chefe da polícia metropolitana de Manila, Oscar Albayalde.

O homem entrou no Resorts World Manila, disparou contra dezenas de pessoas e incendiou várias mesas de jogo. As autoridades informaram que o atacante chegou a roubar fichas de casino.

37 pessoas morreram devido à inalação de fumo e mais de 80 ficaram feridas.

O ataque em Manila ocorreu numa altura em que as autoridades do país lutam contra militantes extremistas, com ligações ao Daesh, na ilha de Mindanao, no sul do país.

Reino Unido

Reino Unido: Eleitores questionam 'Brexit'