Última hora

Em leitura:

Eleições no Reino Unido: "Parlamento suspenso" em perspetiva


mundo

Eleições no Reino Unido: "Parlamento suspenso" em perspetiva

A euronews esteve a acompanhar a noite eleitoral do Reino Unido. As projeções apontam para um “parlamento suspenso”, com os Conservadores a recolher mais votos, mas sem a desejada maioria.

Eis os factos:

  • Urnas fecharam às 22:00 horas locais (mesma hora em Lisboa) e a primeira projeção estimava vitória dos Conservadores, de direita, sem maioria no Parlamento (314 lugares);

  • A confirmar-se, significa um “parlamento suspenso” no Reino Unido, com o partido mais votado a poder tentar um executivo minoritário ou, tal como os rivais da esquerda, a procurar alianças para conseguir uma maioria;

  • Uma réplica da “geringonça” das esquerdas de Portugal começou a ser falada e a líder do Partido Nacionalista Escocês mostrou-se disponível para “ajudar” Corbyn a ser primeiro-ministro;

  • Primeiros dois deputados apurados foram para os Trabalhistas;

  • Líder dos trabalhistas foi o primeiro a reagir, num comunicado escrito, após o fecho das urnas e agradeceu o “muito apoio” conseguido “por todo o país”;

  • BBC reviu projeção por volta das 02:30 da manhã, com Conservadores a melhorar resultado estimado, subindo para 322 deputados (a 4 da maioria parlamentar);

  • Theresa May falou apenas pelas 03:30 horas, após ser reeleita como deputada por Maidenhead sem mostrar sinais de eventual desistência e revelou esperança em conseguir ainda a maioria;

  • Trabalhistas lideraram primeiras horas da contagem de votos, mas vantagem foi-se esbatendo e os conservadores passaram para a frente pelas 05:00 da manhã;

  • Partido nacionalista Escocês (SNP) também teve noite para esquecer.

Resultados em direto

mundo

“Luto pelo meu filho”: Um retrato a 360º de um trabalhador de rua romeno