Última hora

Em leitura:

Art Basel mergulha na nostalgia dos anos 70


Cult

Art Basel mergulha na nostalgia dos anos 70

A Art Basel mergulha na nostalgia dos anos 70. A maior feira de arte moderna aposta em obras da década do escândalo de Watergate, do auge da Disco Music e da crise do petróleo.
O movimento artístico dos anos 70 foi muitas vezes ofuscado pelo Expressionismo Abstrato dos anos 50, pela Pop Art da década 60 e pela arte urbana dos anos 80.

A Art Basel Unlimited, a plataforma dedicada a projetos que transcendem as linhas convencionais, abriu antes das exposições principais, com 76 obras de grande escala. Obras que incluem peças de artistas argentinos como Julio Le Park e do britânico Richard Smith. A Art Basel abre ao público de 15 a 18 de junho, em Basileia, na Suiça, numa clara tendência revivalista e com o espírito dos anos 70 a pairar nas galerias.

Os nossos destaques

Artigo seguinte

Cult

Vivienne Westwood: "comprar menos, escolher bem, fazer com que as coisas durem"