Última hora

Em leitura:

EUA: Atirador da Virgínia já tinha ameaçado Donald Trump


mundo

EUA: Atirador da Virgínia já tinha ameaçado Donald Trump

O alegado autor do tiroteio que, esta quarta-feira, provocou cinco feridos em Alexandria, no estado norte-americano da Virgínia, já tinha ameaçado o presidente Donald Trump em várias publicações na rede social Facebook.

O suspeito, identificado como J. T. Hodgkinson, de 66 anos, acusou o presidente de ser um “traidor” e afirmou que era “hora de destruir Trump e companhia”.


Entre os feridos está o congressista republicano Steve Scalise.

“O congressista Scalise é um amigo, um grande amigo. É um patriota e um lutador. Ele vai recuperar deste ataque. Steve, quero que saiba que está nas preces não apenas da cidade inteira como de toda a nação e, sinceramente, de todo o mundo”, assegurou o presidente norte-americano, Donald Trump.

Segundo a Casa Branca, o congressista republicano foi submetido a uma cirurgia à anca mas encontra-se fora de perigo.

O atirador foi abatido pela polícia e, segundo os media locais, terá morrido a caminho do hospital.

O FBI está a investigar se o sucedido teve motivações políticas.