Última hora

Em leitura:

Coreia do Norte suspeita de ter maltratado ex-prisioneiro dos EUA


mundo

Coreia do Norte suspeita de ter maltratado ex-prisioneiro dos EUA

A Coreia do Norte é suspeita de ter infligido maus tratos ao prisioneiro norte-americano libertado esta semana pelo país. Segundo os médicos que assistem o paciente, em estado de coma após a detenção há um ano, Otto Warmbier apresenta sintomas de lesões cerebrais após 18 meses de prisão.

Desde a sua libertação, “por razões humanitárias”, que o estudante de 22 anos não fala, nem responde aos estímulos, nem apresenta sinais de botulismo, a doença, segundo Pyongyang, responsável pelo coma.

Segundo Daniel Kanter, responsável do Centro Médico-Universitário de Cincinnati:

“Não temos ainda certezas sobre as causas ou circunstâncias destes danos neurológicos. Este padrão de lesão cerebral é, no entanto, habitual como resultado de uma paragem cardiorespiratória, quando o fluxo sanguíneo ao cérebro é insuficente durante um período de tempo resultando na morte do tecido cerebral”.

Warmbier tinha sido condenado a 15 anos de trabalhos forçados num julgamento de apenas uma hora, em Março do ano passado. O estudante tinha sido detido no aeroporto após roubar um cartaz de propaganda do hotel onde se encontrava alojado.

A família do ex-prisioneiro acusa Pyongyang de ter torturado e espancado o jovem, mas os médicos afirmam não ter encontrado sinais de fraturas no corpo do paciente.