Última hora

Última hora

Grenfell: Desaparecidos para sempre

Equipas de socorro não esperam encontrar mais sobreviventes do incêndio em Londres. Número de vítimas mortais poderá ser superior a 60 pessoas

Em leitura:

Grenfell: Desaparecidos para sempre

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades não esperam encontrar mais sobreviventes do incêndio que na quarta-feira destruíu a torre de alojamentos sociais em Londres e prevêem que muitos dos cadáveres nunca sejam recuperados.

Para os familiares e amigos dos habitantes desaparecidos no incêndio que na quarta-feira destruíu a torre de alojamentos sociais em Londres, estes são dias de angústia. Nas paredes próximas do edifício, familiares de habitantes desaparecidos afixaram fotos e pedidos de informação.

Susan Shukar diz que vários membros da sua família estão ainda desaparecidos, incluindo duas jovens sobrinhas: “O pior é não sabermos nada. Continuo a esperar e a rezar.”

Especialistas citados pela imprensa britânica acreditam que a rápida propagação das chamas se deveu ao revestimento exterior do edifício, colocado em 2016, mais barato, e sem componentes anti-inflamáveis.

O secretário das Comunidades do Reino Unido, Sajid Javid, reconheceu que é muito importante que haja um inquérito público para investigar a causa do incêndio. “É muito importante que as vítimas, as suas famílias e amigos, possam estar envolvidos, que tenham uma representação legal adequada, o que também os ajudará. Isto é importante. Mas também é muito importante que tiremos rapidamente conclusões”, disse Javid.

Na torre de 24 andares habitavam cerca de 600 pessoas. Grupos de voluntários organizam a distribuição de bens de primeira necessidade aos desalojados.