Última hora

Em leitura:

França: Atacante morto durante "tentativa de atentado" em Paris


França

França: Atacante morto durante "tentativa de atentado" em Paris

O ministro do Interior francês fala de, “uma tentativa de atentado”, esta tarde, na Avenida dos Campos Elíseos em Paris. Uma viatura embateu deliberadamente numa carrinha da polícia, provocando algum tipo de deflagração.
O condutor, um homem de 31 anos, conhecido dos serviços secretos franceses por ligações ao terrorismo mas que nunca teria sido visado por um inquérito de justiça, faleceu durante o ataque que não provocou outras vítimas.

A polícia terá encontrado vários explosivos e armas no interior do carro. A imprensa francesa avança que 2 botijas de gás, uma metrelhadora Kalashnikov e várias armas brancas terão sido encontradas dentro do carro do suspeito.

Um jornalista do jornal Liberation que assistiu ao incidente relata uma possível implosão dentro da viatura, com várias chamas que teriam vitimado o condutor.

As autoridades terão encontrado igualmente um documento de identificação do suspeito que, segundo a imprensa francesa, residia em Genevelliers, na região de Paris.

De visita ao local, o ministro do Interior francês, Gerard Collomb defendeu a necessidade de prosseguir com as medidas antiterroristas incluidas no atual estado de emergência, em vigor desde os atentados de 2015 em Paris e que deverá ser renovado pelo parlamento, pela sexta vez consecutiva, até 15 de Julho.

O ministro evocou igualmente uma tentativa de atentado, avançando que o condutor terá morrido durante o ataque.

A porta-voz da polícia de Paris, Joanne Primeverte, tinha também elucidado a imprensa sobre as circunstâncias da tentativa de ataque. A viatura do suspeito, um renault Megane embateu na carrinha da polícia e o condutor terá morrido na sequência de uma deflagração, segundo a responsável.

Trata-se do segundo incidente na mais famosa avenida da capital francesa depois de Xavier Jugelé, um polícia de 37 anos ter sido abatido em Abril, durante um ataque que feriu outros dois agentes da ordem.

O ataque de Abril tinha sido reivindicado pelo grupo Estado Islâmico.

A polícia francesa mantém o dispositivo de segurança em torno dos Campos Elíseos, quando aconselha residentes e turistas a evitarem o local nas próximas horas.

Reino Unido

Polícia britânica investiga "atentado antimuçulmano" contra mesquita