Última hora

Hungria: Começou o julgamento dos alegados responsáveis pela morte de 71 migrantes

A acusação pediu a pena de prisão perpétua para quatro doas acusadas, onde se inclui o alegado cabecilha dos traficantes, um afegão de 30 anos de idade.

Em leitura:

Hungria: Começou o julgamento dos alegados responsáveis pela morte de 71 migrantes

Tamanho do texto Aa Aa

Começou, esta quarta-feira na Hungria, o julgamento dos onze alegados responsáveis pela morte de 71 migrantes, em agosto de 2015, encontrados no interior de um camião frigorífico.

No tribunal de Bács-Kiskum, a acusação pediu a pena de prisão perpétua para quatro doas acusadas, onde se inclui o alegado cabecilha dos traficantes, um afegão de 30 anos de idade.

No tribunal de Kecskemet, a cerca de 100 quilómetros a sul de Budapeste, em julgamento estão os outros sete acusados, com nacionalidade búlgara.


Todos enfrentam acusações de tráfico de seres humanos, homicídio agravado e de pertencerem a uma quadrilha.

Em agosto de 2015, 71 pessoas, 59 homens, 8 mulheres e quatro crianças, provenientes da Síria, Iraque e Afeganistão, foram encontradas mortas dentro de um camião frigorífico, abandonado na berma de uma autoestrada, entre o lago Neusiedl e a localidade de Pandorf, no estado federado de Burgenland,
Áustria, na fronteira com a Hungria.