Última hora

Última hora

Cimeira da UE: Macron defende "uma Europa que protege"

Na chegada à primeira cimeira da União Europeia desde que foi eleito Presidente da França, Emmanuel Macron disse defender "uma Europa que protege". Os chefes de Estado e de Governo reúnem-se, em Bruxe

Em leitura:

Cimeira da UE: Macron defende "uma Europa que protege"

Tamanho do texto Aa Aa

“A União Europeia começa de novo a ser vista como uma solução e não como um problema”, escreveu o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, na carta de convite aos chefes de Estado e de governo para a cimeira de verão, em Bruxelas.

Este novo otimismo em relação ao futuro da União e ao seu papel na vida dos cidadãos foi realçado pelo Presidente francês, na chegada à reunião, esta quinta-feira.

“Quero, especialmente, avançar com determinação no projeto de uma Europa que protege. Vamos trabalhar sobre as questões da luta contra o terrorismo, das migrações e da defesa. São muitos os temas de que a União Europeia se deve ocupar para dar respostas concretas aos problemas e receios do quotidiano e aos desiquilíbrios causados pela globalização”, disse Emmanuel Macron.

O Brexit deverá, também, ocupar boa parte dos trabalhos.

“O que vou apresentar hoje, de forma clara, é como é que o Reino Unido se propõe a proteger os direitos dos cidadãos da União Europeia que vivem no Reino Unido e os direitos dos cidadãos britânicos que vivem na Europa, porque isso é uma questão importante”, disse a primeira-ministra britânica.

“Sempre desejámos que fosse uma das questões a ser analisada em primeiro lugar nas negociações e isso está a acontecer. O trabalho já começou e vamos apresentar as nossas propostas sobre como garantir que os cidadãos da União que vivem no Reino Unido têm os seus direitos protegidos”, acrescentou Theresa May.

A líder britânica chegou à cimeira sem ter, ainda, formado um novo governo, depois das eleições em que o Partido Conservador perdeu a maioria parlamentar.