Última hora

Última hora

Peruanos protestam contra poluição mineira

Peruanos da cidade de Cerro de Pasco, nos Andes, acorrentaram-se às instalações Ministério da Saúde para protestar contra o que descrevem como poluição desenfreada de uma mina explorada pela empresa peruana Volcan.

Em leitura:

Peruanos protestam contra poluição mineira

Tamanho do texto Aa Aa

Peruanos da cidade de Cerro de Pasco, nos Andes, acorrentaram-se às instalações Ministério da Saúde para protestar contra o que descrevem como poluição desenfreada de uma mina explorada pela empresa peruana Volcan.

Dezenas de pais de crianças doentes estiveram acampados em frente ao Ministério da Saúde, em Lima, pelo oitavo dia consecutivo, quinta-feira. Exigem ajuda para lidar com o impacto de décadas de poluição mineira.

Chumbo, zinco, prata e outros metais foram extraídos em Cerro de Pasco durante mais de 400 anos, deixando para trás montanhas de detritos poluentes que contaminaram o solo e a água. Poluição que muitos consideram ser responsável por vários problemas de saúde, desde doenças cancerígenas a problemas cognitivos.

Mais de 40% das 2.700 crianças que foram abrangidas por um estudo de 2012, realizado pelas autoridades regionais de saúde na zona, apresentaram altos níveis de chumbo no sangue.

“O meu filho, que tem o menor nível de contaminação, tem 66 microgramas de chumbo por decilitro de sangue, quando o limite é de apenas 10 mg. O outro tem 96 mg. O meu filho que morreu tinha 100 mg. A minha filha especial tem 120 mg. Já nao podemos suportar este governo indolente que nos mata lentamente,” afirma um dos pais presente no protesto.

Os manifestantes pretendem que o Governo declare Cerro de Pasco como zona de “emergência de saúde” e construa um hospital regional especializado em exposição a metais pesados.