Última hora

Em leitura:

Confederações: Portugal enfrenta Nova Zelândia com um pé nas meias-finais


Mundo

Confederações: Portugal enfrenta Nova Zelândia com um pé nas meias-finais

Portugal joga este sábado com a Nova Zelândia, em São Petersburgo, na derradeira jornada da fase de grupos da Taça das Confederações. Lesionado, Raphaël Guerreiro é baixa nos campeões da Europa e a alternativa natural, Eliseu, está em dúvida devido a sintomas gripais.

A solução para o problema na lateral-esquerda nas “contas” do selecionador Fernando Santos poderá passar pela estreia de Nélson Semedo, com a eventual adaptação do lateral-direito do Benfica ou mesmo da de Cédric, o habitual titular na lateral-direita da seleção.

O eventual mau estado do relvado do Estádio de São Petersburgo não é preocupação para o treinador Fernando Santos. O importante, disse o selecionador no lançamento da partida, é a confiança.


“Determinámos aquilo que queríamos e é com isso que vamos seguir sempre em frente. Mantendo a nossa forma de estar, de pensar e um objetivo jogo a jogo, mas sempre com a mesma confiança de ganhar. Isso é que é importante. Em todos os jogos entramos sempre para ganhar e entrámos sempre com esta confiança”, referiu o treinador, de 62 anos.

Sobre os problemas à esquerda, Fernando Santos congratulou-se por a lesão de Raphaël Guerreiro não ser “tão grave como parecia”, confirmou que o jogador do Borussia de Dormund continua integrado e que “poderá ainda jogar no torneio”. “O Eliseu tem uma síndrome gripal e tem estado em tratamentos. Vamos esperar. Seja quem jogar, tem a minha confiança absoluta”, afirmou.


Depois de ter mudado quatro jogadores da primeira para a segunda jornada nesta Taça das Confederações, o selecionador português admitiu novas mexidas para esta derradeira jornada da fase de grupos.

“Alguma rotação terá sempre de existir. Farei uma análise aos jogadores, terei de ver como se sentem. Mas isso não me preocupa. Dou-me sempre bem com qualquer opção, felizmente para mim. Não vou revelar que mudanças irei fazer, senão estaria a dar trunfos aos meus adversários”, explicou.

Portugal é segundo no grupo A, com os mesmos quatro pontos do líder, o México, mas desvantagem nos golos marcados. Um empate diante dos campeões da Oceânia é suficiente para a equipa das quinas garantir um dos lugares nas meias-finais.


Fora das quatro linhas, no entanto, uma jovem ursa polar pode revelar-se uma preocupação extra para Portugal.

No zoo de Moscovo, Nika, de oito meses, resgatada orfã ainda cria, tem sido chamada a adivinhar os resultados dos jogos do torneio, mas na última jornada falhou todas as previsões e desta feita apostou na vitória de Portugal. Será que desta vai acertar?


Portugal vence Rússia e fica com Raphaël Guerreiro em risco na Confederações

Desporto

Portugal vence Rússia e fica com Raphaël Guerreiro em risco na Confederações