Última hora

Última hora

Jornalistas holandeses raptados na Colômbia são libertados

A informação foi avançada pelas autoridades colombianas. Guerrilheiros do Exército de Libertação Nacional tinham raptado jornalistas há uma semana.

Em leitura:

Jornalistas holandeses raptados na Colômbia são libertados

Tamanho do texto Aa Aa

Os guerriheiros do Exército de Libertação Nacional entregaram os dois jornalistas holandeses, raptados há cerca de uma semana, a uma comissão humanitária na região da selva do Catatumbo, (departamento de Santander) noroeste da Colômbia, segundo informação foi confirmada pela Defensoria del Pueblo de Colombia* à imprensa.

O repórter Derk Johannes Bolt e o câmara Eugenio Follender tinham sito raptados pelo ELN no dia de 17 na região de Filogringo, município de El Tarra (departamento de Norte de Santander).

Em maio do ano passado, foi raptada, na mesma região, a jornalista hispano-colombiana Salud Hernández, que acabou também por ser posta em liberdade.

A zona de Catatumbro, na fronteira com a Venezuela, é uma das mais afetadas pelos conflitos regionais que assolam a Colômbia há decadas. Para além da presença dos guerrilheiros do ELN, conta ainda com a influência do *Exército Popular de Libertaçã*o (EPL).

O Executivo de Bogotá acusa o EPL de dedicar-se ao crime organizado e ao narcotráfico.

As FARC, que chegaram recentemente à paz com o Governo, encontram-se também operacionais na região do Catatumbo, onde foram instaladas 26 zonas de normalização para a entrega de armas e desmobilização da guerrilha.